cpy

Tamanho Das Pirâmides Do Egito

Que tamanho tem as pirâmides do Egito?

As Pirâmides de Gizé são: –

Pirâmide de Queóps : É a mais antiga e é conhecida como a grande pirâmide de Gizé, Ela foi erguida pelo faraó Queóps. Ela é a maior das três pirâmides, tendo uma largura de em sua base de 230 metros e altura de 150 metros. Pirâmide de Quéfren : Situada entre as duas pirâmides, foi erguida pelo faraó Quéfren. Tendo 216 metros de base e 143 metros de, é a segunda maior das três pirâmides de Gizé. Pirâmide de Miquerinos : É a terceira e a menos antiga pirâmide do complexo de pirâmides de Gizé. Foi erguida pelo faraó Miquerinos e é a menor das três pirâmides, tendo 109 metros de base e 66 metros de altura.

Qual a maior das 3 pirâmides do Egito?

Quéops. Conhecida também como a Grande Pirâmide de Gizé, Quéops é a maior pirâmide, além de ser considerada a mais importante.

Quanto pesam as pedras das pirâmides?

Se a pirâmide foi construída em 20 anos, uma pedra precisaria ser colocada a cada 5 minutos // Crédito: Shutterstock A Grande Pirâmide de Gize, ou de Quéops, foi construida há 4500 anos – mas é tão grande e tão simétrica que é muito difícil imaginar como os egípcios teriam colocado a estrutura de pé. Ela tem 230 metros de largura em cada lado, quase 150 metros de altura e é feita de 2,3 milhões de pedras (cada uma pesando cerca de 3 toneladas, fechando o peso total em 6,5 milhões de toneladas). Relatos do Egito antigo dizem que ela foi construída em apenas 20 anos, o que significa que uma pedra era colocada lá a cada 5 minutos, pelo menos, durante este período. Para isso, uma enorme força de trabalho – 4mil escravos – seria necessária. Mesmo com a tecnologia atual, uma grande mão de obra seria necessária para replicar a construção – cerca de 2mil operários, trabalhando durante 5 anos. Seriam usados guindastes, motores, carros e até helicópteros. Tendo isso em vista, estima-se que reconstruir essa maravilha do mundo antigo custaria 8,6 bilhões de reais. Até hoje, não se sabe exatamente como a pirâmide foi feita, embora a teoria mais recente seja a de que as pedras eram empilhadas de dentro pra fora, através de uma rampa interna que ia até o topo da construção. Pesquisadores da Universidade de Laval, em Quebec, planejam fazer uma investigação em infravermelho por dentro da pirâmide, revelando se houve ou não essa estrutura em seu interior. A teoria antiga, de que havia uma rampa externa que circulava toda a pirâmide está desacreditada porque, para construir uma rampa larga suficiente para empurrar pedras gigantes, seria necessário o dobro de rochas do que o usado na própria pirâmide. >>> Saiba quanto custaria construir a Estrela da Morte, de Star Wars Via Life’s Little Mysteries Siga a Galileu no Twitter Você já curte nossa página no Facebook?

Quantas pirâmides do Egito tem?

Ao todo, existem 123 pirâmides no Egito. Todavia as mais conhecidas são as pirâmides localizadas na península de Gizé, representando uma família de faraós. São elas: a pirâmide de Queóps, de Quéfren e de Miquerinos (única das sete maravilhas que resiste intacta ao tempo).

Por que as pirâmides eram triangulares?

Para os antigos egípcios, uma estrutura funerária de formato triangular facilitaria a ascensão do rei, e daí as pirâmides.

Quanto tempo leva para construir uma pirâmide?

Pirâmide de Gizé – AA/SL/AMR ABDALLAH DALSH A grande pirâmide Egípcia foi construída no ano 2500 a.C. Estima-se que ela levou 30 anos para ficar pronta. À época, foi necessária a mão-de-obra de dezenas de milhares de pessoas para carregar e empilhar os gigantes e pesados blocos de pedra.

Como as pedras das pirâmides foram cortadas?

Como os antigos egípcios faziam para perfurar o granito? Hipóteses têm sido levantadas há tempos, mas o mistério sobre suas realizações permanece até hoje Uma questão que sempre intrigou os arqueólogos é como os povos do passado fabricavam seus objetos e monumentos.

Obras como as grandiosas escadarias de Machu Picchu, os geoglifos do Acre e as pirâmides do Egito levantam questões sobre o uso de tecnologias e ferramentas, e o não entendimento costuma abrir margem para hipóteses sobre o contato com alienígenas ou a ideia de que esses povos estariam “além de seu tempo” – argumentos perigosos quando se trata de um entendimento fiel do passado.

Os povos egípcios, conhecidos por seus templos, pirâmides e escrita hieroglífica, sempre foram um desafio para os pesquisadores. E uma habilidade que até hoje intriga muita gente é a capacidade de talhar objetos em granito, rocha muito mais dura que calcário ou arenito.

Quais eram as ferramentas que eles tinham em mãos? Quanto tempo demorava o processo de escultura? Teriam eles sido ajudados por seres fantásticos? Confira abaixo algumas das hipóteses. Ferramentas comuns Os artesãos egípcios, classe de trabalhadores responsável por toda a grandiosidade que chegou até nós, usavam instrumentos retratados em pinturas que resistiram ao tempo, mostrando o uso de machados, serras, arcos, entre outros.

A teoria mais aceita é a de que esses construtores usavam ferramentas de madeira, bronze e cobre para talhar o granito, dominando regras rígidas que possibilitavam um bom trabalho. Por volta do ano 3.500 a.C. observa-se o uso de muitas ferramentas de cobre, que somadas às capacidades dos artesãos, possibilitavam a realização de todo e qualquer trabalho com exatidão. Réplicas de ferramentas usadas pelos artesãos egípcios / Reprodução Mas será que ferramentas de madeira seriam suficientes para talhar o granito? Essa foi a principal questão para os arqueólogos do século 19 ao se depararem com artefatos como esses. Apenas estudos posteriores, que não focavam nos objetos em si mas na maneira como eram utilizados, chegaram mais perto de uma solução.

Métodos De acordo com correntes atuais da arqueologia, os egípcios perfuravam o granito com um método que consistia em introduzir cunhas de madeira em uma fenda natural da rocha, embebendo-as com água. Como a madeira úmida se expande, isso fazia com que a rachadura original aumentasse, e após sucessivas repetições do processo a rocha se dividia em pedaços menores.

Artesãos de pedra, antigos e modernos, utilizam esse processo natural baseado em partes mais fracas da rocha. Outro método utilizado eram sucessivas incisões na pedra com os objetos de metal, que, aos poucos, esculpiam linhas e desenhos, intervindo de maneiras diversas na rocha. Ruínas de uma coluna de granito / Reprodução Entretanto, tais métodos parecem não explicar tudo. O engenheiro inglês Christopher Dunn é um dos grandes fomentadores dessas questões, e desde 1977 vem se questionando sobre o uso de tecnologias no Egito Antigo.

Conversando com egiptólogos e visitando sítios, Dunn não se convenceu apenas com o método de cunhas e água. Segundo ele, as marcas da pedreira que eu vi não me convenceram de que os métodos descritos foram os únicos meios pelos quais os construtores das pirâmides trabalhavam suas rochas.(.) As ferramentas exibidas como instrumentos para a criação de muitos desses artefatos são fisicamente incapazes de reproduzi-los.

Para o engenheiro, os artefatos só teriam atingido tal grau de precisão com o uso de lâminas de serra e de objetos com a dureza comparável à do diamante. Espaço onde se extraiu um bloco de granito em Asuán, Egito / Reprodução Discussões como essas continuam atuais, e talvez os egiptólogos ainda estejam por encontrar ferramentas que expliquem melhor a construção desses objetos. Mas o que devemos ter sempre em mente é que talvez nós sejamos os limitados, confiando demais em nossas próprias tecnologias e aplicando ao passado formas contemporâneas de ver o mundo.

İlginizi Çekebilir:  Artigo Sobre Centro De Massa?

Qual e a pirâmide mais antiga do mundo?

Em Saqqara está a Pirâmide Escalonada de Djoser, considerada a primeira pirâmide do mundo e a grande estrutura de pedra mais antiga.

Tem dentro das pirâmides do Egito?

Características e arquitetura das pirâmides de Gizé – As três pirâmides que compõem o Complexo de Gizé ou Necrópoles de Gizé são Quéops, Quéfren e Miquerinos e correspondem aos nomes do pai, filho e neto faraós. As pirâmides menores em volta são das rainhas, funcionários do governo e sacerdotes.

Localizadas próximas a Cairo, ocupam o Planalto de Gizé. Especificamente, a pirâmide de Quéops é a maior e mais antiga delas, integrando as sete maravilhas do mundo. Elas foram construídas sob bases retangulares e possuem quatro faces triangulares ou em formato de trapézio. Foram feitas de pedras, com cerca de duas toneladas cada, que eram transportadas por uma espécie de trenó de madeira e depois empilhadas até converterem-se, no topo, a um vértice.

Dentro delas existem passagens subterrâneas, câmaras mortuárias, corredores estreitos e íngremes e galerias. Escada para fora do túmulo no centro de uma pirâmide em Gizé, perto do Cairo, no Egito.

Onde está localizada a maior pirâmide do mundo?

A Pirâmide de Tepanapa, também conhecida como a Grande Pirâmide de Cholula ou Tlachihualtepetl (náuatle para ‘montanha feita à mão’), é um enorme complexo localizado em Cholula, Puebla, México. É o maior sítio arqueológico de uma pirâmide (templo) no Novo Mundo, bem como a maior estrutura piramidal já registrada.

Tem como entrar nas pirâmides do Egito?

Como é dentro da Pirâmide? Dá para entrar? – Sim, dá para entrar em duas pirâmides, Queóps – a maior, ou Miquerinos. Tenha em mente que dentro da pirâmide é muito, mas muito claustrofóbico, e não tem “nada” para ver lá dentro: são dois corredores curtos e estreitos e uma sala vazia.

  1. Eu quis visitar mesmo assim, mas vale a pena pensar nas suas condições físicas e financeiras antes de ir.
  2. Leia mais: As teorias de como as pirâmides foram construídas.
  3. A entrada da Grande Pirâmide de Queóps é chamada de entrada dos ladrões porque foi escavada em 820 d.C., por um califa.
  4. Você sobe alguns metros praticamente de quatro numa escada de madeira precária, com o teto de pedra baixinho (daí a experiência claustrofóbica).

Depois, é mais uma subida por um corredor estreito de pedra, conhecido como Grande Galeria. Por fim, chega-se na Câmara do Rei, uma sala de pedra vazia, com um grande sarcófago em pedra, também vazio. Quando eu estive lá, a luz falhou e tive que dar um jeito de voltar usando a lanterna do celular.

Quantas pirâmides tem no México?

AS PIRÂMIDES DE TEOTIHUACAN Por Claudia Liechavicius Perplexidade. Admiração. Reverência. Respeito. Curiosidade. Serenidade. É difícil descrever a gama de sensações que se tem ao entrar no complexo de Teotihuacan. Sabe um daqueles lugares em que a gente parece pequeno e que uma paz enorme invade a alma? Foi assim que me senti ao subir lentamente, embevecida, cada um dos 260 degraus da Pirâmide do Sol.

  • É incrível sentar no topo dessa construção milenar, no alto de seus 65 metros de mistério, olhar para o vale e não ver nada que se aproxime da sua magnitude.
  • E, ficar ali imaginando que tudo foi feito há mais de dois mil anos e que mais de 120 mil pessoas chegaram a viver naquelas terras é quase como entrar num filme e voltar no tempo.

Pirâmide do Sol. As colossais pirâmides de Teotihuacan – Pirâmide do Sol e Pirâmide da Lua – fazem parte da sagrada metrópole de uma civilização pré-asteca. Elas surgem silenciosamente em meio a uma vegetação baixa, 50 quilômetros à nordeste do centro da Cidade do México.

  • Ao fundo, a Pirâmide da Lua, vista a partir da Pirâmide do Sol.
  • A verdade é que pouco se sabe sobre a origem de Teotihuacan.
  • Os historiadores dizem que os fundadores dessa civilização faziam parte de um povo do qual não se tem conhecimento, e que provavelmente, viveram antes dos toltecas.
  • Depois, o local foi ocupado por povos de várias etnias diferentes.
İlginizi Çekebilir:  Quem é Kaira? - vivendobauru.com.br

Começou a crescer por volta do ano 200 a.C. e teve seu ápice no ano 500 d.C., quando unificou todo o vale e uma região ainda além dele. Foi nessa época que o império chegou a marca de 125 mil habitantes. Depois, começou a cair em decadência enquanto sua população se dissipava.

Mais tarde, os astecas passaram a considerar o local como sagrado por acreditar que tivesse sido construído por gigantes. Ainda hoje, as pirâmides, o centro de cerimônias, os palácios e os templos revelam o esplendor vivido em Teotihuacan, que significa “local onde os homens se tornam deuses”. Durante o ano muita gente faz peregrinação ao longo dos 82 quilômetros quadrados que formam o território de Teotihuacan – onde existem em torno de 30 pequenas pirâmides.

A Pirâmide do Sol é considerada a terceira maior do mundo, ficando atrás de Cholula (também no México) e Quéops (no Egito). Estima-se que sua construção tenha sido concluída no século II. É feita em tijolos e terra, coberta com pedras e cascalho. A Pirâmide da Lua é menor do que a do Sol – tem 45 metros de altura – mas, por estar localizada ao final da Avenida dos Mortos tem melhor vista do sítio histórico.

  1. A Avenida dos Mortos tem aproximadamente 2 quilômetros e meio de extensão e vai desde a Pirâmide da Lua até a cidadela.
  2. Mas, já teve 4 quilômetros, nos tempos áureos.
  3. Seu nome foi dado pelos astecas indevidamente, pois eles achavam que os prédios em toda a extensão da avenida eram túmulos reais.
  4. O mural da Onça Pintada fica bem escondido entre as escadarias de um prédio.

É preciso procurar. Por mais de mil anos após seu declínio, as ruínas de Teotihuacan ficaram escondidas. Felizmente, o lugar não foi descoberto por Hernan Cortés, pois poderia ter sido destruído também – como ele fez com a Cidade do México. As escavações começaram a ser feitas no local em 1864 e continuam até hoje.

Quantas esfinges existe?

Grécia antiga – Havia uma única esfinge na mitologia grega, um demônio exclusivo de destruição e má sorte, de acordo com Hesíodo uma filha da Quimera e de Ortros ou, de acordo com outros, de Tifão e de Equidna — todas destas figuras ctônicas, Ela era representada em pintura de vaso e baixos-relevos mais frequentemente assentada ereta de preferência do que estendida, como um leão alado com uma cabeça de mulher; ou ela foi uma mulher com as patas garras e peitos de um leão, uma cauda de serpente e asas de águia.

Hera ou Ares mandaram a esfinge de sua casa na Etiópia (os gregos lembraram a origem estrangeira da esfinge) para Tebas e, em Édipo Rei de Sófocles, pergunta a todos que passam o quebra-cabeça mais famoso da história, conhecido como o “enigma da esfinge”, decifra-me ou devoro-te: Que criatura pela manhã tem quatro pés, ao meio-dia tem dois, e à tarde tem três? Ela estrangulava qualquer inábil a responder, daí a origem do nome esfinge, que deriva do grego sphingo, querendo dizer estrangular,

Édipo resolveu o quebra-cabeça: O homem — engatinha como bebê, anda sobre dois pés na idade adulta, e usa um arrimo ( bengala ) quando é ancião, Furiosa com tal resposta, a esfinge teria cometido suicídio, atirando-se de um precipício. O quebra-cabeça exato perguntado pela esfinge não foi especificado por vários contadores da história e não foi padronizado como o dado sobre até muito mais tarde na história grega.

Qual a diferença entre as pirâmides maias e as egípcias?

As pirâmides maias eram construções que serviam como templos religiosos. – Pirâmide de Kukulkán em Chichén Itzá, México Introdução Os maias se destacaram na construção de grandes obras como, por exemplo, palácios, pirâmides e templos. Enquanto as pirâmides do Egito Antigo eram construídas para abrigar o corpo mumificado de faraós e sacerdotes, na civilização maia ela tinha como propósito principal servir de templo religioso.

  • Uso das pirâmides e parte interna As pirâmides maias foram construídas com pedras e, na sua parte interna, existiam plataformas e escadas, que levavam para a parte superior que era utilizada como templo.
  • Muitas destas pirâmides possuíam decorações internas (pinturas), que retratavam aspectos culturais e religiosos dos maias.

Os rituais religiosos e adoração aos deuses maias eram praticados nesta estrutura superior da pirâmide. Para chegar ao ponto mais alto das pirâmides era necessário subir muitos degraus, que formavam uma íngreme escadaria. Atualmente, muitas destas pirâmides são importantes atrações turísticas do México, atraindo centenas de milhares de turistas anualmente.

  1. Exemplos de pirâmides maias e suas características principais: – Pirâmide de Kukulkán (localizada em Chichén Itzá, México) – construída no século XII, esta pirâmide foi uma das mais importantes da civilização maia.
  2. Desde 1988, ela é Patrimônio da Humanidade (UNESCO).
  3. Templo Grande Jaguar em Tikal – localizado na Guatemala, foi construído no século VIII e possui 72 metros de altura.

– Pirâmide de Uxmal (Pirâmide do Adivinho) – localizada na Península de Iucatã, México. Possui quase quarenta metros de altura. – Pirâmide de Cobá – localizada na Península de Iucatã, possui cerca de 42 metros de altura. – Pirâmide de Palenque (Templo das Inscrições) – localizada no estado mexicano de Chiapas.

Pirâmide maia de Kukulcán, em Chichén Itzá

Quantas pirâmides existem no mundo?

As Pirâmides do Egito Escrito por Juliana Bezerra Professora de História

  • As pirâmides do Egito são túmulos construídos em pedra para abrigar os corpos dos faraós.
  • Há 123 pirâmides catalogadas, no entanto, as três mais conhecidas são Quéops, Quéfren e Miquerinos, na península de Gizé.
  • Este conjunto arquitetônico é guardado pela Esfinge, um ser mitológico com corpo de leão e a cabeça de um faraó.
İlginizi Çekebilir:  Quanto custa tirar passaporte 2019?

Qual é a principal função das pirâmides?

Função das Pirâmides – A morte e o ritual de passagem eram extremamente importantes para os egípcios: a vida seria eterna, e não a morte; esta seria uma passagem para o retorno da vida. Os túmulos eram importantes para a civilização egípcia, pois eles representavam a moradia da vida eterna – quando a pessoa retornasse da morte, o túmulo seria o seu novo lar. Necrópole de Gizé A arquitetura das pirâmides se dividia em escalonada (ou em degraus), sendo estas o primeiro modelo de pirâmide construído. Elas tiveram grande importância, pois representavam uma evolução das mastabas. Posteriormente, na dinastia IV, vieram as pirâmides lisas – sendo estas as que usualmente conhecemos hoje.

  • Na cidade de Dahsur está a primeira de todas as pirâmides: a Vermelha.
  • Já na cidade de Gizé está o mundialmente conhecido Necrópole de Gizé.
  • É um complexo composto pelas pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos, além da Grande Esfinge.
  • Inclusive, foi construído na IV dinastia e hoje são consideradas como uma das Sete Maravilhas do Mundo.

A pirâmide de Quéops, contava com altura original de 140 metros. A forma piramidal representava os raios descendentes do Sol e a maioria das pirâmides eram revestidas por pedra calcária branca, polida e altamente reflexiva, o que dava a essas estruturas uma aparência brilhante quando vistas à distância. Quéops

De quem são as 3 pirâmides?

Características e arquitetura das pirâmides de Gizé – As três pirâmides que compõem o Complexo de Gizé ou Necrópoles de Gizé são Quéops, Quéfren e Miquerinos e correspondem aos nomes do pai, filho e neto faraós. As pirâmides menores em volta são das rainhas, funcionários do governo e sacerdotes.

Localizadas próximas a Cairo, ocupam o Planalto de Gizé. Especificamente, a pirâmide de Quéops é a maior e mais antiga delas, integrando as sete maravilhas do mundo. Elas foram construídas sob bases retangulares e possuem quatro faces triangulares ou em formato de trapézio. Foram feitas de pedras, com cerca de duas toneladas cada, que eram transportadas por uma espécie de trenó de madeira e depois empilhadas até converterem-se, no topo, a um vértice.

Dentro delas existem passagens subterrâneas, câmaras mortuárias, corredores estreitos e íngremes e galerias. Escada para fora do túmulo no centro de uma pirâmide em Gizé, perto do Cairo, no Egito.

Como as pedras das pirâmides foram cortadas?

Como os antigos egípcios faziam para perfurar o granito? Hipóteses têm sido levantadas há tempos, mas o mistério sobre suas realizações permanece até hoje Uma questão que sempre intrigou os arqueólogos é como os povos do passado fabricavam seus objetos e monumentos.

Obras como as grandiosas escadarias de Machu Picchu, os geoglifos do Acre e as pirâmides do Egito levantam questões sobre o uso de tecnologias e ferramentas, e o não entendimento costuma abrir margem para hipóteses sobre o contato com alienígenas ou a ideia de que esses povos estariam “além de seu tempo” – argumentos perigosos quando se trata de um entendimento fiel do passado.

Os povos egípcios, conhecidos por seus templos, pirâmides e escrita hieroglífica, sempre foram um desafio para os pesquisadores. E uma habilidade que até hoje intriga muita gente é a capacidade de talhar objetos em granito, rocha muito mais dura que calcário ou arenito.

Quais eram as ferramentas que eles tinham em mãos? Quanto tempo demorava o processo de escultura? Teriam eles sido ajudados por seres fantásticos? Confira abaixo algumas das hipóteses. Ferramentas comuns Os artesãos egípcios, classe de trabalhadores responsável por toda a grandiosidade que chegou até nós, usavam instrumentos retratados em pinturas que resistiram ao tempo, mostrando o uso de machados, serras, arcos, entre outros.

A teoria mais aceita é a de que esses construtores usavam ferramentas de madeira, bronze e cobre para talhar o granito, dominando regras rígidas que possibilitavam um bom trabalho. Por volta do ano 3.500 a.C. observa-se o uso de muitas ferramentas de cobre, que somadas às capacidades dos artesãos, possibilitavam a realização de todo e qualquer trabalho com exatidão. Réplicas de ferramentas usadas pelos artesãos egípcios / Reprodução Mas será que ferramentas de madeira seriam suficientes para talhar o granito? Essa foi a principal questão para os arqueólogos do século 19 ao se depararem com artefatos como esses. Apenas estudos posteriores, que não focavam nos objetos em si mas na maneira como eram utilizados, chegaram mais perto de uma solução.

Métodos De acordo com correntes atuais da arqueologia, os egípcios perfuravam o granito com um método que consistia em introduzir cunhas de madeira em uma fenda natural da rocha, embebendo-as com água. Como a madeira úmida se expande, isso fazia com que a rachadura original aumentasse, e após sucessivas repetições do processo a rocha se dividia em pedaços menores.

Artesãos de pedra, antigos e modernos, utilizam esse processo natural baseado em partes mais fracas da rocha. Outro método utilizado eram sucessivas incisões na pedra com os objetos de metal, que, aos poucos, esculpiam linhas e desenhos, intervindo de maneiras diversas na rocha. Ruínas de uma coluna de granito / Reprodução Entretanto, tais métodos parecem não explicar tudo. O engenheiro inglês Christopher Dunn é um dos grandes fomentadores dessas questões, e desde 1977 vem se questionando sobre o uso de tecnologias no Egito Antigo.

  • Conversando com egiptólogos e visitando sítios, Dunn não se convenceu apenas com o método de cunhas e água.
  • Segundo ele, as marcas da pedreira que eu vi não me convenceram de que os métodos descritos foram os únicos meios pelos quais os construtores das pirâmides trabalhavam suas rochas.(.) As ferramentas exibidas como instrumentos para a criação de muitos desses artefatos são fisicamente incapazes de reproduzi-los.

Para o engenheiro, os artefatos só teriam atingido tal grau de precisão com o uso de lâminas de serra e de objetos com a dureza comparável à do diamante. Espaço onde se extraiu um bloco de granito em Asuán, Egito / Reprodução Discussões como essas continuam atuais, e talvez os egiptólogos ainda estejam por encontrar ferramentas que expliquem melhor a construção desses objetos. Mas o que devemos ter sempre em mente é que talvez nós sejamos os limitados, confiando demais em nossas próprias tecnologias e aplicando ao passado formas contemporâneas de ver o mundo.

Quais são os 3 tipos de pirâmides?

As pirâmides ecológicas são diagramas pelos quais é possível representar os níveis tróficos de uma cadeia alimentar. Existem três tipos de pirâmides: número, biomassa e energia. As pirâmides ecológicas são formas gráficas de representar os níveis tróficos de uma cadeia alimentar,

İlgili Makaleler

Bir yanıt yazın

E-posta adresiniz yayınlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir

Bu site, istenmeyenleri azaltmak için Akismet kullanıyor. Yorum verilerinizin nasıl işlendiği hakkında daha fazla bilgi edinin.

Başa dön tuşu